top of page

A IMPORTÂNCIA DOS TRABALHOS TERAPÊUTICOS


Hoje quero explicar a importância dos trabalhos terapêuticos. Há uma grande confusão onde as pessoas entendem que o terapeuta integrativo deveria fazer seu trabalho de graça, nem sempre as pessoas expressam este sentimento, mas, ao captar o campo mental do cliente, esta crença está lá. Uma coisa é o trabalho de caridade, que todos devemos fazer como cidadãos, como servidores da seara do bem. O trabalho de caridade é feito em silêncio, ninguém precisa saber, é a nossa doação mais sincera e importante, é a nossa oferta ao divino como trabalhadores da luz.

Sabemos a importância do dinheiro e o seu valor, e, como em toda profissão, o dinheiro ganho pelos terapeutas sérios é conseguido de forma honesta. Quem trabalha como terapeuta integrativo tem a autorização espiritual para trabalhar como tal. O trabalho de todo terapeuta que se desenvolve e se trabalha intimamente é um trabalho espiritual sério, e que pode e deve ser remunerado. É uma grande responsabilidade exercer este trabalho, tendo em vista que atuamos como instrumentos do Divino, sustentados pelas equipes espirituais superiores que têm a visão do Todo e nos utilizam como instrumentos (mesmo que imperfeitos) para diversas curas espirituais. Somos canais como ajudantes e instrumentos da espiritualidade superior, o terapeuta é o canal, entretanto, quem promove a cura é o Criador.

A cultura oriental nos auxilia a compreender melhor a questão da utilização do dinheiro, sendo que ele é o resultado do esforço e da dedicação por anos de estudo do profissional. Não há restrição em cobrar dinheiro para se trabalhar com espiritualidade, desde que o profissional atue de forma honesta e com fins nobres.

Para que todo terapeuta integrativo possa continuar atuando, o dinheiro precisa estar presente, pois existe um custo para que o profissional se sustente e continue a trabalhar. A energia doada pelo terapeuta em seus cursos, workshops e atendimentos individuais é gratuita. A energia fornecida pelo universo é gratuita. Quando o cliente paga ao terapeuta pelo curso ou pelo atendimento ele não está pagando pela energia, e sim pagando tempo e pela dedicação do terapeuta: que paga despesas financeiras para a manutenção de seu trabalho todo mês, e que também precisa se atualizar, estudar constantemente, comprar e produzir materiais didáticos, fazer pesquisas e reciclagens.

O trabalho honesto de todo e qualquer profissional é caminho para a prosperidade. E todos nascemos para ser prósperos. Nada melhor para representar este Estado de Espírito senão o dinheiro. O dinheiro não é pecado e não nos conduz ao fogo do inferno. Não é necessário passarmos por privações. Deus não nos castiga. Deus é puro amor e bondade, bem como não é necessário sofrer para se ganhar dinheiro.

Muitas pessoas não dão importância aos tratamentos porque sabem que precisam pagar para se cuidar, e não querem ou não estão incomodadas o suficiente para se priorizarem. Os processos terapêuticos não são um luxo, é questão de nos priorizar. Considero todo processo terapêutico como um autoinvestimento para a alma, é o caminho que nos conduz à saúde integral e auxilia em nosso autoconhecimento, autocuidado e autoamor.

Com amor,

Terapeuta Aline Keny

 
15 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page