top of page

CONCEITO DE YIN-YANG



YIN e YANG


A cultura oriental divide o Universo em duas forças opostas, negativa e positiva, que, no entanto, se complementam num perfeito equilíbrio, Yin e Yang. Pela simbologia, o desenho representa o equilíbrio perfeito e a harmonia entre as energias feminina emasculina dentro de nós, e da complementação entre os opostos mulher e homem.


Yin e Yang, na verdade, valem para quase tudo no ponto de vista oriental. Assim pertencem à categoria Yang: o sol, o céu, a luz, o movimento, a energia, o calor, a plenitude, a segurança, a sabedoria, o masculino, o homem. Na categoria Yin estão a lua, a terra, a profundidade, a vulnerabilidade, a introspecção, o repouso, a matéria, o frio, o vazio, o feminino, a mulher.


De acordo com o ano de nascimento e o animal a ele correspondente, também nos dividimos entre esses dois polos, o que faz com que, muitas vezes, tenhamos características tanto da força Yin quanto da força Yang. No fundo é como se imaginássemos que cada um de nós é: um dia ou uma noite, o claro e o escuro, ou um pouco de cada um desses aspectos, ou em dado momento a prevalência de um deles sobre o outro.

Desse modo, ser Yin ou Yang fala muito sobre os aspectos da nossa personalidade e do modo com que nos relacionamos com o mundo. Quanto maior a harmonia desse relacionamento com nossas forças internas, maior é o equilíbrio de nossa vida. Excessos tanto de um, quanto de outro, como em qualquer desequilíbrio de forças energéticas, não nos conduzem ao caminho da felicidade. As duas forças precisam se integrar em cada ser, em cada objeto ou elemento.




 

Nas imagens: O tei-giou t'ai-chi, a forma mais conhecida de se representar o conceito de Yin-Yang. Imagens via Canva.

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
© Conteúdo protegido por direitos autorais
bottom of page