top of page

SINTONIA DO MOMENTO - Deusa Durga, Limites



Na Índia, as Deusas são chamadas de Devi. Para os hindus, todas as Deusas são diferentes aspectos de Devi ou do Feminino Divino. Durga é uma expressão de Devi e nasceu para livrar o mundo do ‘demônio do mal’. Conhecida como Maa Durga (মা দুর্গা, "Mãe Durga", a invencível), é, para os hindus, a Deusa Suprema, um dos desdobramentos da Mãe Divina.

Parvati é a expressão do feminino e da energia criativa (Shakti). A Devi Parvati é um dos desmembramentos da Deusa Durga em seu aspecto Shailaputri. Parvati, a esposa de Shiva. é a mãe de Kartikeya, Ashoka Sundari, Jyoti, Manasa, Ganesha e madrasta de Ayyappa.


Há muito tempo, o demônio-búfalo Mahishasura ganhou o favor do Senhor Brahma com uma longa e dura penitência - ele orou pela imortalidade. Em troca, o Senhor Brahma concedeu-lhe um benefício que nenhum homem ou Deus poderia matá-lo. Você vê a brecha aqui? Bem, Mahishasura não viu. Logo ele arrogantemente desencadeou um reinado de terror sobre a Terra. Tal foi sua crueldade que ele atacou até o céu – a morada dos deuses Brahma, Vishnu e Shiva, que então decidiram que bastava. Eles se uniram para criar a única força que poderia acabar com o demônio: uma mulher poderosa o suficiente para derrotá-lo (a benção concedida a Mahishasura só falava sobre um homem ou Deus, não uma mulher).


Quando esta mulher foi criada, havia uma luz ofuscante, tão brilhante que até o sol empalideceu em comparação. Durga nasceu do poder da trindade hindu Brahma, Vishnu e Shiva. A Grande Deusa Durga é requintadamente bela. Sua imagem é a de uma Devi extremamente brilhante, com três olhos como lótus, com 8 braços (em alguns contos têm 12 braços ou mais), carregando armas e fazendo mudras com as mãos. Cada Deus também lhe deu a sua arma mais poderosa: o tridente de Shiva, o chakra de Vishnu (disco), o raio de Indra, o kamandal de Brahma, a gadã de Kubera. O Himalaia presenteou-lhe com um feroz leão dourado (em algumas imagens ela se apresenta montada em um trigre).


Como esperado, houve uma batalha épica. A deusa Durga lutou contra Mahishasura por 10 dias inteiros. O demônio metamorfoseado não era páreo para a deusa radiante e forte. No décimo dia, ela finalmente o matou. Os nove dias de batalha se tornaram o que celebramos hoje como Navaratri (grande festival hindu celebrado todos os anos), e o décimo dia – o dia da vitória – se chama Vijayadashami, também conhecido como Dussehra, Dasara ou Dashain. O festival é comemorado do sexto ao décimo dia da quinzena lunar brilhante no mês hindu de Ashvin, o sétimo mês do calendário hindu Luni-Solar, que normalmente cai nos meses gregorianos entre setembro e outubro.

A deusa Durga ganhou o título Mahishasura Mardini - a matadora de Mahishasura. A maior mensagem deixada por Durga é a de que existem LIMITES (em especial sobre as bençãos que nos foram concedidas, caso não sejam bem utilizadas por nós), e de que o Bem sempre vence o Mal.

 

Fontes que serviram como apoio ao texto:


• O Oráculo da Deusa - Amy Sophia Marashinsky

The Hindu

Imagem via Canva

Canção: Circle of Light, por Jon Bjork, via Canva

Vídeo produzido no Canva


11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page